Como reconhecer problemas na suspensão do carro.

Troca de Óleo - Alex Centro Automotivo
Mitos e verdades sobre a troca de óleo
7 de maio de 2014
Luz de Injeção - Alex Centro Automotivo
Luz da injeção eletrônica acesa! O que fazer?
9 de maio de 2014

Como reconhecer problemas na suspensão do carro.

Suspenção - Alex Centro Automotivo

 

   Sabe quando você passa por uma rua toda esburacada e ouve aquela barulheira vindo da suspensão do carro? A primeira coisa que vêm em mente é “tenho que trocar o amortecedor”. E por incrível que pareça é também o que grande parte dos mecânicos dizem. Uma outra parte diz que “tem que trocar toda suspensão” e isso acaba saindo muito caro. Então, nós da Você Seguro resolvemos dar uma forcinha e desvendar cada componente da suspensão, assim você poderá reconhecer o que realmente está com problemas e economizar na hora de dar a devida manutenção.

Os amortecedores

 

   Componentes de extrema importância nos carros, eles são responsáveis por absorver os impactos entre o carro e o solo. São fundamentais também para segurança, frenagem e estabilidade do veículo, principalmente em curvas.

   O sistema de amortecimento, normalmente apresenta sinais claros quando necessita ser substituído. Quando estão muito desgastados, eles perdem sua função de absorver os impactos e as pancadas não são amortecidas devidamente, transferindo as mesmas para os braços de suspensão e posteriormente para a carroceria. Isso causa um barulho que pode ser facilmente notado por quem está dentro do veículo.

   Outro sinal comum é o vazamento de óleo. Ele pode ser visto através de pingos de lubrificantes sob a roda.

   Caso exista um amortecedor danificado, aconselha-se a trocar o par, para que o desgaste seja por igual. Isso evita que um trabalhe mais forçado que o outro e necessite substituição prematura.

   No entanto, grande parte dos barulhos de suspensão não provém de defeitos nos amortecedores, muitas vezes trocados desnecessariamente. Muitos maus mecânicos põem sempre a culpa daquele barulhinho irritante nos coitados. Na maioria das vezes o problema é de outro componente que integra a suspensão como veremos abaixo.

Buchas estabilizadoras

 

   São buchas de borrachas usadas para fixar e dar mobilidade para barra estabilizadora da maioria dos veículos. Quando cria folga em uma delas, o diferencial de movimento da suspensão provoca batidas. Mas atenção! O diagnóstico dessas buchas deve ser realizado no solo. O reparador pede para seus ajudantes balançarem o veículo lateralmente enquanto busca uma possível folga.

Bieleta da barra estabilizadora

 

   Fazem a ligação entre a barra estabilizadora e os amortecedores. Sua avaliação é feita da mesma forma que as buchas, em um balanço lateral, pois em um teste no elevador as molas da suspensão estão descomprimidas, ocultando uma possível folga.

Pivô

 

   O pivô é importantíssimo para o correto funcionamento do sistema de suspensão. Sua função é realizar a ligação entre as partes fixas do veículo (chassi e carroceria) às partes móveis (telescópio, manga de eixo e cubo da roda).

Durante a aceleração, frenagem e curvas, ele suporta muito peso e recebe muita força. Quando se rompe o resultado são terríveis batidas na suspensão. Os defeitos podem ser diagnosticados através de balanço lateral ou no elevador.

Coxins 
 

   Esses componentes são responsáveis pela ligação entre a suspensão e a carroceria. Na maioria das vezes precisam ser removidos para seu diagnóstico correto.

Pratos de mola

 

   São responsáveis em dar suporte às molas de suspensão. Podem criar desgaste em seu centro, o que gera barulhos parecidos com os dos pivôs. Somente com sua desmontagem para uma avaliação correta.

Molas

   As molas geralmente não fazem barulhos, porém podem quebrar. Seu diagnóstico pode ser notado por elos batendo, pintura descascada, ferrugem ou veiculo batendo a frente facilmente. Esse problema deve ser corrigido o quanto antes, pois ao quebrar, parte da mola pode atingir os pneus, comprometendo a seriamente segurança.

Bandejas ou balanças

 

   São as peças que fazem a união das rodas com o chassi do veículo. Os defeitos podem ser estrutura empenada, amassada, trincada ou fora de esquadro.

Normalmente podem sofrer deformidades ou desgastes em suas buchas, que tem a função de evitar o atrito de ferro com ferro.

Recomenda-se sua verificação periódica. Mesmo quando forem detectados apenas desgastes nas buchas, por segurança e prevenção, é importante substituir a peça completa e não somente as buchas.

Terminais de direção

   São pequenas peças que ligam o sistema de direção às rodas.

Quando danificados, os terminais geram folgas provocando trepidação na direção. Esta trepidação pode ser confundida com o balanceamento das rodas. Seu diagnostico é diferenciado, por isso fica fácil se distinguir dos demais. Basta pedir para que alguém chacoalhe o volante para os lados com força, o reparador passa a mão sobre a coifa e detecta qualquer folga existente, esse teste também vale para a caixa de direção e barra axial.

Concluindo, antes de trocar os amortecedores, verifique se o problema é realmente com eles, muitas vezes o barulho vem de outros componentes da suspensão. Indicamos sempre ter um mecânico de confiança, só assim você poderá ter um diagnóstico correto e trocar apenas o que realmente for necessário na suspensão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *